4 minutos de leitura (850 palavras)

Detectando sinais sutis de auto-sabotagem em sua vida

Muitas vezes os sinais encobertos da autossabotagem podem ser ainda mais prejudiciais do que os encobertos. Segundo Annie Tanasugarn, Ph.D. e especialista em trauma e adicção, existem três principais formas pelas quais a autossabotagem acontece, são elas: não cuidar sua saúde de forma geral, o tédio e estar envolto de pessoas tóxicas.

Segue:

" O comportamento de autossabotagem pode ser difícil de superar, especialmente se for baseado na negação, que contribui para a manutenção do padrão em jogo. Quando a autossabotagem está afetando a vida de uma pessoa, tudo se resume a um tema abrangente: o medo da felicidade. Muitos que têm o hábito de sabotar sua felicidade, o faz porque eles podem ter experimentado perdas, dores e traumas significativos no início de suas vidas – tornando a felicidade algo que é desejado e temido. O comportamento autodestrutivo opera como uma forma de "prevenir" inconscientemente a felicidade, sabotando qualquer potencial para ela. Três áreas mais afetadas pela auto-sabotagem incluem relacionamentos românticos, carreira, e bem-estar físico e emocional geral. 

Ninguém está imune ao comportamento de autossabotagem. No entanto, o foco deve ser entender com que frequência uma pessoa se envolve em autossabotagem e as razões por trás desse comportamento. Examinar as maneiras pelas quais as pessoas se envolvem em autossabotagem ajuda a fornecer dicas sobre padrões que normalmente incluem sentimentos de inadequação (não se sentir "bom o suficiente") e crenças defeituosas sobre si mesmas e sobre o que elas acham que merecem.

Não dar atenção a sua saúde geral

Saúde é mais do que apenas saúde física. No entanto, se bebermos em excesso, formos sedentários ou tivermos uma dieta pobre , esses padrões nos alcançarão mais cedo ou mais tarde. No entanto, há mais em nossa saúde geral do que exercícios moderados e alimentação saudável. Alguns que lutam com problemas de saúde mental podem renunciar a exames físicos anuais ou podem não ver seu dentista regularmente. O mais comum é que as pessoas com histórico de traumas extensos na infância ou problemas de saúde mental evitam procurar ajuda profissional porque não sabem como se sustentar emocional ou fisicamente ou não acreditam que sejam dignas de cuidados devido às suas histórias de negligência e trauma. 

Quando a saúde geral é negligenciada, muitas vezes é por medo de inadequação ou medo de não saber como cuidar de si mesmo. Muitos adultos que foram criados em condições adversas não aprenderam habilidades para a vida, incluindo como cuidar de sua saúde física e emocional. A recuperação desse padrão de autossabotagem normalmente requer intervenção profissional, incluindo o ensino de habilidades saudáveis e adaptativas, monitoramento do progresso e suporte contínuo.


"Tédio"

Muitas vezes (nem sempre), os sentimentos de tédio são, na verdade, bandeiras vermelhas de questões mais profundas que podem resultar de traumas. Por exemplo, muitos que desenvolveram uma resposta ao trauma de "fuga" recorrem a distrações como tecnologia, vício em trabalho, dependência de substâncias, rotinas de exercícios excessivas ou perigosas, compulsão alimentar ou outros comportamentos compulsivos como forma de automedicação e afastar os sentimentos mais vulneráveis.

O "Tédio" pode incluir sentimentos de impulsividade, incapacidade de permanecer calmo ou ter pensamentos distraídos (ou seja, ruminação, pensamento excessivo obsessivo). A auto-sabotagem pode ser vista como "confortável" porque o caos ou a instabilidade podem parecer familiares, ou uma pessoa pode sentir que isso é tudo o que merece. Quando os sentimentos de "tédio" vêm à tona, é importante examinar as motivações subjacentes a esse comportamento.


Escolhendo pessoas tóxicas

Isso pode incluir a escolha de relacionamentos românticos que ressoam com traumas precoces e criam um padrão de compulsão à repetição, ou pode incluir procurar amigos que sejam predatórios, que minam nossa felicidade ou que fofocam pelas nossas costas. Quando um padrão de autossabotagem gira em torno dos relacionamentos de uma pessoa, uma verdade difícil de aceitar é que uma pessoa vai gravitar para o que acredita que merece. Por exemplo, se uma pessoa cresce com pais críticos ou cuidadores que são emocional e fisicamente negligentes, as crenças que são instauradas em uma idade jovem podem incluir... "Isso é tudo que eu mereço" ou "Eu não mereço algo melhor".

Se existe um hábito de autossabotagem que inclui a escolha de relacionamentos tóxicos, é importante reconhecer alguns padrões que podem ajudar a separar "crenças" condicionadas (e auto-sabotagem) de conexões autênticas e relacionamentos saudáveis. Primeiro, olhe para seus amigos e parceiros. Esses relacionamentos ressoam com a dor do passado? Por exemplo, os amigos lembram um momento doloroso em sua vida quando beber ou festejar eram a norma? Seu parceiro ressoa com traços de personalidade , atitudes ou comportamentos que lembram um pai abandonador ou cuidador abusivo?? Quais padrões os parceiros anteriores compartilharam com o atual? Embora essas possam ser perguntas difíceis de se fazer, o objetivo é ajudar a esclarecer como o comportamento de autossabotagem pode estar afetando nossas escolhas em nossos relacionamentos".


Texto retirado do site PsychologyToday.com, de autoria de Annie Tanasugarn. Tradução de PsicoEduca. Título Original: Spotting Subtle Signs of Self-Sabotage in Your Life.

Fonte: https://www.psychologytoday.com/intl/blog/understanding-ptsd/202209/spotting-subtle-signs-self-sabotage-in-your-life.


A tradução dessa publicação no idioma português faz parte de um projeto que procura trazer conteúdo selecionado e verificado para o Brasil, facilitando o acesso a informação e promoção da saúde mental. O conteúdo que segue entre aspas é do autor supramencionado.

×
Stay Informed

When you subscribe to the blog, we will send you an e-mail when there are new updates on the site so you wouldn't miss them.

Depressão: Entendendo seus Sintomas e a Importânci...
História da Psicologia Moderna

Related Posts

 

Comentários

Nenhum comentário foi feito ainda. Seja o primeiro!
Já possui conta? Faça seu login
Quarta, 29 Mai 2024