BEM-VINDO
O melhor conteúdo para você

Livros de psicologia são caros? Sobre o valor e seu impacto na faculdade

Livros psicologia são caros? Sobre o valor e seu impacto na faculdade
Dando continuidade na nossa série de vídeos para o youtube, onde abordamos as práticas psicológicas, respondemos um seguidor nosso que tinha dúvidas quanto aos livros de psicologia e se na ausênc...
Continuar lendo
  41 Visualizações
  0 Comments
41 Visualizações
0 Comments

CFP publica nota orientativa sobre Coaching

20190314-nota-coaching
Ao utilizar o coaching na sua prática profissional, a(o) psicóloga(o) deverá seguir rigorosamente os Princípios Fundamentais e artigos do Código de Ética do Psicólogo CFP  "O Conselho Federal de ...
Continuar lendo
  751 Visualizações
  0 Comments
751 Visualizações
0 Comments

Os Problemas de Ensino e Aprendizagem: Implicações Pedagógicas e o Papel do Psicólogo

problemas-ensino-aprendizagem-psicologo-escolar
 Em relação às possibilidades de compreensão do fracasso escolar as autoras criticam a visão tradicional. Acreditam que tal perspectiva demonstra um descompromisso da Psicologia com as questões p...
Continuar lendo
  1035 Visualizações
  0 Comments
1035 Visualizações
0 Comments

O Papel do Psicólogo na escola, no sentido de promover reflexão sobre as práticas e favorecer as transformações.

papel-professor-escola-sala-aula
 Qual deve ser o papel do psicólogo no contexto escolar? A autora do texto inicia suas reflexões a esse respeito estabelecendo uma crítica ás atuações profissionais que se pautam pelo modelo clín...
Continuar lendo
  1041 Visualizações
  0 Comments
1041 Visualizações
0 Comments

Por que fazer Psicologia e Quem pode fazer?

Por que fazer Psicologia e Quem pode fazer?

O Curso de Formação de Psicólogo, ou simplesmente Faculdade de Psicologia, pode ser um tanto quanto surpreendente e perigoso. Muitas vezes o aluno que ingressa no curso possui uma visão muito limitada sobre a formação, sobre as disciplinas e o que isso significa ao longo de toda a grade pretendida. Não raro vemos no início o aluno com uma visão mecanicista, inatista e tendo somente a clínica – a bom modo divã, Freud e conversas sobre o passado - como referência sobre psicologia e como é a atuação do psicólogo.

Mas se surpreenderá aquele que pensa assim. Nosso tão amado curso de psicologia abordará e se aprofundará em tantos assuntos da personalidade, desdobrará diversas técnicas e teorias que deixará o aluno boquiaberto quanto a qual abordagem seguir e se realmente seguirá uma.

Mas vamos descobrir porque fazer tal curso e para quem se destina o curso de psicologia.

 

Por que fazer Psicologia e para quem se destina:

Antes de mais nada podemos dizer que o curso de psicologia se destina a todos aqueles que refletem sobre os fenômenos sociais, sobre as pessoas e seu modo de viver; é para aqueles que querem, de alguma forma, operar de forma positiva na sociedade estimulando as pessoas a encontrarem a sua autonomia ou lidar com determinados conflitos. Para tanto, o psicólogo encontrou diversos campos de atuação: RH, nas organizações; na clínica; hospitais e centros de assistência psicossocial; escolas. O psicólogo pode, ainda, trabalhar sozinho ou em uma equipe multidisciplinar que pode englobar médicos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e etc.

Continuar lendo
  612 Visualizações
  2 Comments
612 Visualizações
2 Comments

Por que Estudar a História da Psicologia?

Por que Estudar a História da Psicologia?

Sou defensor do estudo da história da nossa psicologia, entendo que compreender o passado e se "familiarizar" com os teóricos de outrora nos ajuda a aprender um pouco - mesmo que superficialmente - do contexto social-histórico e como eles (teóricos) desenvolveram seus pensamentos, como elaboraram suas teorias.

Mesmo que a posteriori, acredito ser essa uma das grandes competências que essa disciplina busca proporcionar. Mas, voltando para o objetivo principal, a disciplina de história da psicologia busca desenvolver o entendimento do aluno quanto a concepção, criação enquanto ciência objetiva e desenvolvimento da área de estudo em questão (psicologia). Se essa disciplina faz parte da grade curricular é porque sua instituição de ensino decidiu que seria importante estudar a história desse curso. Imagina ser questionado do porque de Wundt ser considerado o "pai" da psicologia moderna ou quem é o "pai", "criador", da psicologia e, o psicólogo ou estudante, não saber responder. Pouco quero afirmar que isso seja sinônimo de proficiência na área, mas todo profissional - independente da área - deve conhecer quem proporcionou sua área de conhecimento. Claro, isso para mim. Até se explica para quem não teve oportunidade de estudar a história da psicologia na universidade - há faculdades que não integram tal disciplina na grade curricular -, mas não justifica a não procura por conhecer.

Caso não saiba ou tenha esquecido, confira o artigo abaixo:

Saiba Mais: Wilhelm Wundt - O Pai da Psicologia Moderna.

 

Continuar lendo
  9772 Visualizações
  0 Comments
9772 Visualizações
0 Comments

Estágios do Desenvolvimento Humano

Estágios do Desenvolvimento Humano

Estágios do Desenvolvimento Humano

 

É muito importante conhecer os principais períodos típicos que o desenvolvimento humano passa. Conhecendo-os, adquirimos maior habilidade no trato das faculdades mentais que são pertinentes para cada estágio, adquirimos um conhecimento ímpar sobre nossa natureza e como ela afeta a todos nós ao longo da vida. Já abordei em outros tópicos sobre as influências que limitam esse processo do desenvolvimento. Caso queira saber quais fatores influenciam o desenvolvimento, recomendo esse artigo: Influências no Desenvolvimento Humano.

 

Mas, o que são os estágios do desenvolvimento?

Imagine que os pesquisadores - estudiosos - do desenvolvimento humano, fizeram uma longa fita que ia do 0 ao 65 em números. Esses números representam a nossa idade, sendo que 0 significa a concepção da vida, a união dos gametas, e conforme progride-se nessa longa fita, passando pelos números, simula-se o nosso envelhecimento. De posse dessa longa fita numérica, os pesquisadores decidiram dividir esse processo de maturação em estágios e, para isso, reuniram as grandes mudanças em termos de maturação e desenvolvimento psicossocial que nós passamos e separaram essa longa fita em oito partes. Essas partes nada mais são do que os estágios do desenvolvimento, e os critérios que determinam esses estágios são: desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial.

Os períodos do desenvolvimento: Período pré-natal: da concepção ao nascimento; Primeira Infância: do nascimento aos três anos; Segunda infância: três a seis  anos; Terceira Infância: seis a onze anos; Adolescência: 11 a aprox. vinte anos; Vida Adulta: vinte a quarenta anos; Vida Adulta Intermediária: quarenta a sessenta e cinco anos; e a Vida Adulta Tardia: sessenta e cinco anos em diante.

Continuar lendo
  17437 Visualizações
  0 Comments
17437 Visualizações
0 Comments