4 minutos de leitura (861 palavras)

Entenda o que é conhecimento e aprendizagem para Piaget

Jean Piaget, renomado psicólogo e epistemólogo suíço, é reconhecido por sua teoria construtivista, que lança luz sobre o desenvolvimento cognitivo desde a infância até a adolescência. A essência de sua abordagem reside na resposta à pergunta crucial: como ocorre a transição de um estado de menor conhecimento para um estado de maior conhecimento? A originalidade de Piaget, como destaca Garcia, foi sua audácia ao buscar respostas no comportamento infantil, indo além das tradições que buscavam nas histórias científicas a explicação para o conhecimento.

A teoria construtivista piagetiana é encapsulada pela psicologia genética e epistemologia genética, focando na gênese do conhecimento. Piaget enfatiza a importância de entender os processos de mudança de um nível cognitivo para outro, em vez de analisar estágios isolados. Ele adota uma abordagem que começa com a observação e análise do comportamento das crianças, explorando as fases do desenvolvimento cognitivo.

Desenvolvimento e Conhecimento - Uma Dança Sincrônica

Piaget distingue entre desenvolvimento e aprendizagem, destacando que o desenvolvimento do conhecimento é um processo intrínseco ligado ao desenvolvimento global do corpo, incluindo o sistema nervoso e as funções mentais. Contrapondo-se, a aprendizagem é provocada por agentes externos, limitando-se a problemas ou estruturas simples. Segundo Piaget, o conhecimento não está no sujeito-organismo, tampouco no objeto-meio, mas é decorrente das contínuas interações entre os dois. Para ele, a inteligência é relacionada à aquisição de conhecimento na medida em que sua função é estruturar as interações sujeito-objeto.

Piaget sugere que esse desenvolvimento é um processo contínuo de construção de estruturas mentais, e esse desenvolvimento pode ser dividido e categorizado em em estágios. As estruturas variáveis refletem o grau de desenvolvimento intelectual e envolvem aspectos motor, intelectual e afetivo. Piaget identifica três critérios para classificar os estágios: a ordem de sucessão constante, caracterização por uma estrutura de conjunto e a natureza integrativa e não substitutiva das estruturas. O desenvolvimento ocorre pela integração de sucessivas estruturas, levando a estágios específicos.

O cerne do desenvolvimento, para Piaget, é a ideia de operação. Conhecer um objeto não é uma simples observação, mas requer a ação do sujeito sobre esse objeto. Operações são ações interiorizadas e reversíveis, formando a essência do conhecimento. Uma operação não é isolada; está entrelaçada com outras, construindo estruturas lógicas mais complexas.

Piaget identificou quatro grandes estágios no desenvolvimento cognitivo, sendo eles:

  1. Estágio Sensório-Motor (Pré-verbal): Até aproximadamente 18 meses, focado no conhecimento prático e na construção de estruturas fundamentais.
  2. Estágio da Representação Pré-Operacional: Início da linguagem e função simbólica; a capacidade de substituir objetos por representações simbólicas emerge.
  3. Estágio das Operações Concretas: Ocorrência de operações sobre objetos concretos, envolvendo classificação, ordenamento e operações lógicas fundamentais.
  4. Estágio das Operações Formais: Desenvolvimento da capacidade de raciocinar com hipóteses, não limitado a objetos, mas a proposições.

Piaget destaca a importância da maturação biológica, experiência, transmissão social e equilibração na passagem entre esses estágios.

Equilibração: O Motor Interno do Desenvolvimento

A equilibração, processo ativo e contínuo, é central na teoria de Piaget. É um mecanismo de auto-regulação em que o sujeito busca o equilíbrio após enfrentar perturbações externas. A reversibilidade operacional, um modelo de equilíbrio, é essencial para o desenvolvimento cognitivo.

Piaget exemplifica a equilibração ao explorar a conservação de quantidade de substância, demonstrando como as crianças progridem por diferentes níveis de entendimento até alcançarem a compensação e, portanto, a conservação. Piaget critica a concepção clássica de aprendizagem como estímulo-resposta, argumentando que a verdadeira aprendizagem envolve assimilação ativa. Ele enfatiza que a estrutura cognitiva prepara o sujeito para assimilar estímulos, e, portanto, a verdadeira aprendizagem ocorre quando há uma estrutura pronta para a absorção.

A aprendizagem efetiva, na visão de Piaget, ocorre quando há uma relação de desenvolvimento natural entre estruturas complexas e simples, não apenas um reforço externo.

Levando tudo isso em consideração, podemos distinguir uma grande diferença entre desenvolvimento e aprendizagem, já que o desenvolvimento é crucial para cada nova experiência de aprendizagem. Piaget rejeita a ideia de que o desenvolvimento é apenas uma soma de experiências discretas de aprendizagem. Ele define aprendizagem restrita como a aquisição de conhecimento específico do ambiente ao longo do tempo, enquanto a aprendizagem ampla incorpora o processo de auto-regulação e está ligada ao desenvolvimento. Ele sugere que a aprendizagem, quando envolve equilibração (veja mais para frente), se confunde com o próprio desenvolvimento. A visão piagetiana de aprendizagem é mais abrangente, incorporando a interação ativa entre o sujeito e o estímulo, diferindo do modelo associacionista estímulo-resposta. Para Piaget, a aprendizagem está intrinsecamente ligada ao crescimento biológico e intelectual do indivíduo.

Concluindo, a teoria de Piaget desvenda a intrincada jornada do desenvolvimento cognitivo, onde a atividade do sujeito, a equilibração constante e a assimilação ativa são os protagonistas. Sendo assim, entendemos que a criança, explorando o mundo e interagindo com ele, constrói estruturas mentais que fundamentam o conhecimento. A visão de Piaget continua a influenciar a psicologia do desenvolvimento e a educação, destacando a importância de abordagens centradas na criança, que respeitem seu processo intrínseco de construção do conhecimento. 

Estágios do Desenvolvimento para Henri Wallon

 Henri Paul Hyacinthe Wallon, foi um psicólogo, filósofo, médico e um político muito influente na França. Começou desde jovem seu interesse pelo desenvolvimento e pelos processos mentais, atuando com crianças portadoras de deficiências e com fer...
https://psicoeduca.com.br/psicologia/teorias-e-sistemas/287-estagios-do-desenvolvimento-para-henri-wallon-1
×
Stay Informed

When you subscribe to the blog, we will send you an e-mail when there are new updates on the site so you wouldn't miss them.

Entenda o que é Anamnese Psicológica: teoria e exe...
Quando procurar um Psicólogo? Veja quando você pre...

Related Posts

 

Comentários

Nenhum comentário foi feito ainda. Seja o primeiro!
Já possui conta? Faça seu login
Quinta, 22 Fevereiro 2024