4 minutos de leitura (803 palavras)

Guia Rápido para Identificar Gatilhos e Cuidar da Dor de Cabeça: aprenda sobre prevenção e estratégias para sua saúde.

Descubra mais sobre as dores de cabeça, suas causas e como minimizar esse incômodo frequente. Saiba mais sobre os tipos de dores de cabeça, como enxaquecas e cefaleias tensionais, e identifique gatilhos comuns, como distúrbios do sono, alimentação e o uso excessivo de medicamentos. Cuide da sua saúde e reduza as dores de cabeça para uma vida mais confortável e equilibrada.


É bastante provável que você sofra de dores de cabeça, pois mais da metade dos adultos experimentam esse incômodo pelo menos uma vez ao ano, e muitos o enfrentam com maior frequência.

Embora, às vezes, as dores de cabeça possam ser um sinal de algo mais sério, na maioria das vezes elas são causadas por comportamentos inconscientes, o que nos dá algum controle para evitá-las. E, ao contrário do que se possa pensar, as dores de cabeça geralmente não são causadas por acontecimentos corriqueiros do dia-a-dia.

Existem diversos tipos de dores de cabeça, mas as enxaquecas e as cefaleias tensionais são as mais comuns, então trataremos delas.

A enxaqueca é uma dor de cabeça intensa (de moderada a grave), geralmente começando devagar (ao longo de 2 a 4 horas), unilateral e pulsante. Muitas vezes, vem acompanhada de náuseas e/ou alterações visuais ("auras") e pode durar de quatro horas a três dias. É mais comum em mulheres e costuma surgir entre 20 e 50 anos de idade. Cerca de um terço de todos os adultos sofrem de enxaquecas.

Por outro lado, a cefaleia tensional é uma dor de cabeça leve a moderada, descrita como uma "faixa" ou aperto ao redor da cabeça, podendo irradiar para o pescoço. As cefaleias tensionais estão mais relacionadas a problemas musculares na cabeça e no pescoço, embora o estresse possa desempenhar um papel importante nessa condição.

Se você sofre de qualquer um desses tipos de dores de cabeça, saiba que provavelmente existem medidas que você pode adotar para minimizar ou até eliminar o desconforto:

  • A má qualidade do sono é um fator importante para as dores de cabeça. Pessoas com distúrbios do sono têm de 4 a 8 vezes mais chances de ter dores de cabeça, já que a mesma região do cérebro é afetada em ambos os casos. Se você dorme menos de sete horas por noite e sofre de dores de cabeça, é importante melhorar seus hábitos de sono. Se você ronca e acorda com dores de cabeça com frequência, procure um médico e considere ser avaliado para apneia do sono.
  • Alimentos e bebidas também podem desencadear dores de cabeça. Muitas pessoas sabem que o álcool pode causar dores de cabeça, mas talvez não saibam que uma única bebida pode ser suficiente para desencadear uma enxaqueca. 
  • Outro gatilho comum é a cafeína, que pode tanto causar quanto aliviar dores de cabeça. É importante manter um consumo consistente de cafeína - e baixo -, pois uma mudança repentina pode desencadear uma enxaqueca. 
  • Alguns outros gatilhos menos óbvios, mas frequentes, incluem queijos envelhecidos, chocolate, peixe defumado, adoçantes artificiais e conservantes como nitratos e MSG.
  • Lembre-se de que nem todos os alimentos e bebidas afetam as pessoas da mesma forma. Cada pessoa tem seus próprios gatilhos, e normalmente esses são bastante consistentes. 
  • Há medicamentos que podem contribuir para o aumento da dor de cabeça. É importante evitar ao máximo a automedicação e sempre buscar orientação médica.

A melhor maneira de descobrir seus gatilhos é manter um diário de dores de cabeça, registrando tudo o que aconteceu nas 12-24 horas anteriores a cada episódio e procurar por padrões. Isso inclui fatores como estresse, mudanças climáticas e menstruação, que podem estar fora do seu controle, mas ainda são importantes identifica-los na causa do seu desconforto.

É fundamental ter cuidado com o uso frequente de medicamentos para dor, pois eles podem causar enxaquecas se usados com muita frequência. Isso se aplica a qualquer medicação para dor de cabeça, seja prescrita ou de venda livre, incluindo Advil, Aleve, aspirina e Tylenol. Se você usa um medicamento para dor de cabeça mais de duas vezes por semana, pode estar sofrendo de dores de cabeça de abstinência, que podem ser piores do que o motivo original pelo qual começou a tomar o medicamento. Portanto, é importante não abusar desses medicamentos. Alguns médicos orientam alternar as classes de medicamentos, como tomar Acetaminofeno e Advil em dias alternados, pode ajudar a reduzir dores de cabeça de abstinência. Mas, lembre-se: sempre tome medicamento com orientação médica.

Por último, se você apresentar qualquer sintoma preocupante, como febre, fraqueza, dormência, perda de visão, rigidez no pescoço ou tiver sofrido recentemente alguma lesão na cabeça, é recomendável procurar um médico imediatamente. Ao cuidarmos bem do nosso corpo, incluindo alimentação adequada, sono suficiente e evitar hábitos prejudiciais como o consumo excessivo de álcool e cafeína, teremos uma qualidade de vida melhor. Quando tratamos nosso corpo corretamente, ele nos recompensa com um bem-estar geral.

×
Stay Informed

When you subscribe to the blog, we will send you an e-mail when there are new updates on the site so you wouldn't miss them.

Faculdade de Psicologia: tempo de duração, valores...
Lev Vygotsky: Vida e Obra do Renomado Psicólogo So...

Related Posts

 

Comentários

Nenhum comentário foi feito ainda. Seja o primeiro!
Já possui conta? Faça seu login
Domingo, 21 Abril 2024