4 minutos de leitura (815 palavras)

Qual a diferença entre psicologia e psicanalise? Um resumo sobre as práticas.

A Psicologia e a psicanálise são dois campos intimamente relacionados, mas com abordagens distintas no estudo do comportamento humano e da mente. Para compreender as diferenças entre essas disciplinas, é essencial analisar suas bases teóricas e práticas. E é justamente isso que iremos explorar nesse artigo. Vamos examinar essas distinções e suas peculiaridades para não restar dúvidas.


A Base Teórica da Psicologia: A Psicologia é uma ciência que se concentra no estudo do comportamento humano e dos processos mentais. Ela abrange várias abordagens teóricas, como o behaviorismo, o cognitivismo e a psicologia humanista. Cada uma dessas abordagens oferece uma perspectiva única sobre o comportamento humano. Além, a psicologia possui um arcabouço técnico e teórico multidisciplinar sobre o ser humano. Vamos considerar a abordagem cognitiva como exemplo. Os psicólogos cognitivos se concentram na compreensão dos processos mentais subjacentes ao comportamento. Eles investigam como as pessoas processam informações, resolvem problemas e tomam decisões. Diferente da psicanálise, os cognitivistas veem o ser humano através dos processos mentais e como eles interagem entre si e como a pessoa se comporta a partir disso.

A Psicologia, hoje, é composta por diversas escolas de pensamento que sustentam o seu saber e sua ciência, propiciando um compreensão ampla sobre o ser humano e, profissionalmente, proporciona a oportunidade do psicólogo atuar em diversas áreas da sociedade. A Psicologia e a psicanálise têm raízes históricas diferentes. A psicanálise foi desenvolvida por Sigmund Freud no final do século XIX e início do século XX. Ele foi o pioneiro na ideia de que muitos comportamentos são impulsionados por impulsos inconscientes e traumas passados. Por outro lado, a Psicologia tem uma história mais antiga, datando de Wilhelm Wundt, considerado o pai da Psicologia moderna, no final do século XIX. Desde então, a psicologia evoluiu para uma disciplina ampla e diversificada.

Wilhelm Wundt - Quem foi o Pai da Psicologia Moderna?

A primeira etapa da investigação de um fato deve ser uma descrição dos elementos individuais [...] dos quais ele consiste
https://psicoeduca.com.br/psicologia/historia-da-psicologia/275-wilhelm-wundt-quem-foi-o-pai-da-psicologia-moderna

A Base Teórica da Psicanálise: Por outro lado, a psicanálise, desenvolvida por Sigmund Freud, é uma teoria que se baseia na ideia de que muitos dos nossos comportamentos são impulsionados por impulsos inconscientes. A psicanálise explora o papel do inconsciente na formação da personalidade e no comportamento humano.

Para ilustrar esse conceito, consideremos um exemplo clássico da teoria psicanalítica: o complexo de Édipo. Freud argumentou que as crianças desenvolvem desejos inconscientes pelo progenitor do sexo oposto e, ao mesmo tempo, experimentam sentimentos de rivalidade com o progenitor do mesmo sexo. Essa teoria ajuda a explicar o desenvolvimento da identidade e da sexualidade ao longo da vida. Seria a psicanálise uma teoria mais mentalista e com uma epistemologia própria, diferente da Psicologia. Enquanto a psicologia é formada por diversas escolas de pensamento modernas, a psicanálise conversa e interage através de uma perspectiva e epistemologia própria. Esta abordagem envolve sessões frequentes nas quais os pacientes exploram seus pensamentos, sentimentos e memórias. O objetivo é aprofundar a compreensão do paciente sobre suas motivações inconscientes e traumas passados.

As diferenças nas bases teóricas se refletem nas práticas da Psicologia e da psicanálise. Enquanto os psicólogos utilizam uma variedade de métodos de pesquisa e abordagens terapêuticas para entender e tratar os problemas mentais, os psicanalistas se concentram na psicoterapia baseada na fala - o conceito tradicional e que permeia o imaginário popular da terapia. Por exemplo, um paciente que busca ajuda para superar ansiedades sociais pode se aproximar de um psicólogo cognitivo para aprender técnicas de enfrentamento e modificação de pensamentos disfuncionais. Em contraste, um paciente que procura um psicanalista pode participar de sessões de terapia onde são encorajados a explorar suas memórias, sonhos, vontades e conflitos muitas vezes esquecidos para identificar o que seriam as causas das suas dificuldades atuais.

Concluindo, embora a Psicologia e a psicanálise compartilhem o objetivo comum de compreender o comportamento humano e os processos mentais, elas diferem em suas bases teóricas e práticas. A Psicologia abrange uma variedade de abordagens teóricas e métodos de pesquisa (normalmente os psicólogos e especializam em uma), enquanto a psicanálise se concentra na exploração do inconsciente por meio da psicoterapia. Ambas as disciplinas desempenham um papel vital na compreensão do comportamento humano, e a escolha entre elas depende muitas vezes da visão de mundo de cada um. Um psicólogo pode estudar e se especializar na psicanálise, mas um psicanalista não é um psicólogo ou se especializar nos diversos campos da Psicologia.

Em resumo, a principal diferença entre a psicologia e a psicanálise está nas suas origens históricas, teorias e abordagens, métodos de tratamento e aceitação atual. Ambas as disciplinas desempenham papéis importantes na compreensão da mente humana, mas abordam essa compreensão de maneiras distintas. A escolha entre psicologia e psicanálise depende das necessidades do indivíduo e dos problemas a serem tratados. Seja qual for a abordagem escolhida, ambas têm o objetivo fundamental de melhorar a saúde mental e o bem-estar das pessoas. 

×
Stay Informed

When you subscribe to the blog, we will send you an e-mail when there are new updates on the site so you wouldn't miss them.

Entendendo as Abordagens Psicológicas e Teóricas ...
O que significa "onírico" para a psicologia?

Related Posts

 

Comentários

Nenhum comentário foi feito ainda. Seja o primeiro!
Já possui conta? Faça seu login
Quarta, 29 Mai 2024