BEM-VINDO
O melhor conteúdo para você
2 minutos de leitura (409 palavras)

O que é Comportamento Operante de Skinner?

Um dos modelos mais básicos e mais conhecido que fora introduzido por Skinner com sua ciência do comportamento, sendo um comportamento voluntário que opera nas contingências. Skinner assim chega nessa conclusão pois estava interessado nos efeitos de um comportamento no ambiente:

Em resumo, no campo do comportamento como um todo, as contingências de reforço que definem o comportamento operante estão por toda parte. Aqueles sensíveis a esse fato à vezes ficam embaraçados com a freqüência com a qual eles vêem reforço por toda parte, como os marxistas vêem a luta de classes ou os freudianos o complexo de Édipo. 

Skinner, 1937.

Antes de mostrar o Modo Explicativo do Comportamento Operante recomendamos a leitura desse artigo: 

Skinner e o novo conceito de Ciência Natural

  Sabemos que Skinner foi muito importante para o movimento Behaviorista americano e que trouxe muitas contribuições para a psicologia, mas você sabia que não foi só a psicologia que foi afetada e teve alguns conceitos
https://psicoeduca.com.br/psicologia/historia-da-psicologia/34-skinner-e-o-conceito-de-ciencia-natural

 O que é Comportamento Operante?

O Comportamento Operante é um comportamento voluntário e que opera nas contingências. Podemos dizer que o Comportamento Operante é aquele comportamento (R) que gera uma consequência (S) e essa consequência reforça ou enfraquece o comportamento que o gerou.

S: São as contingências, mudanças ambientais. S deriva de Estímulo (do inglês stimulus).

R: É o comportamento. R deriva de Resposta (do inglês response).


O comportamento Operante é a peça chave do pensamento de Skinner e nada mais é do que a representação da interação do sujeito-ambiente. O sujeito influi, altera, modifica, as contingências (ambiente); logo, o sujeito age em função das consequências dos seus atos - porque S reforça positivamente ou negativamente R.

A aprendizagem do comportamento operante se dá através de sucessivas consequências reforçadoras desse comportamento. Uma pessoa decide estudar bastante para tirar boas notas nas provas, ela se esforça e consegue alcançar bons resultados; percebe que os bons resultados são as consequências do comportamento de estudar e são suficientemente reforçadores, de forma positiva, do comportamento inicial (estudar), logo, a pessoa tenderá a estudar mais em situações semelhantes. Do contrário, o reforço seria negativo e provavelmente a pessoa tenderia a estudar menos em situações semelhantes.

O conceito fundamental, aqui, é entender que um comportamento gera uma resposta e, esta resposta, é suficientemente reforçadora do comportamento que a originou. 


Referências:

Skinner, B.F. Two types of conditioned reflex: A reply to Konorski and Miller. Journal of General Psychology. n.16,  p. 272-279, 1937.

Por que recusar o isolamento? Quarentena e Solidão
Algumas frases preconceituosas que reforçam a LGBT...

Related Posts

 

Comentários

Nenhum comentário foi feito ainda. Seja o primeiro!
Já possui conta? Faça seu login
Visitante
Sexta, 07 Agosto 2020
Se você deseja se registrar, preencha os campos usuário, senha e nome.

By accepting you will be accessing a service provided by a third-party external to https://psicoeduca.com.br/