BEM-VINDO
O melhor conteúdo para você
5 minutos de leitura (971 palavras)

Saiu edital da Residência Multiprofissional em Saúde Mental da UNICAMP

 As residências multiprofissionais e em área profissional da saúde são iniciativas dos Ministérios da Saúde e da Educação, criadas a partir da promulgação da Lei nº 11.129 de 2005 e orientadas pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde - SUS a partir das necessidades e realidades locais e regionais.

A residência constitui modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, sob a forma de curso de especialização, caracterizado por ensino em serviço, com carga horária de 60 horas semanais e duração mínima de dois anos, com recebimento de bolsa, abrangendo diversas profissões da saúde.

A Universidade Estadual de Campinas, através das Faculdades de Ciências Médicas (FCM), Enfermagem, Ciências Aplicadas, Engenharia Elétrica e de Computação, Instituto de Física "Gleb Wataghin", Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF), Centro de Engenharia Biomédica, Hospital de Clínicas (HC) e Hospital da Mulher "Professor Doutor José Aristodemo Pinotti" (Caism), Hospital dos Fornecedores de Cana de Piracicaba, Hospital Regional de Piracicaba e em parceria com as Secretarias de Saúde das Prefeituras Municipais de Campinas, Limeira e Piracicaba, oferece quatro programas de residência multiprofissional e em área profissional da saúde:

Programa de Residência Multiprofissional em Saúde Mental, para enfermeiros, fonoaudiólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais;

Os Programas de Residência Multiprofissional em Saúde e em Área Profissional da Saúde da Universidade Estadual de Campinas são vinculados à Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde da UNICAMP - COREMU.

Acesse o Portal da Residência Multiprofissional - MEC

INCREVA-SE AQUI: https://www.comvest.unicamp.br/residenciamultiprofissional/inscricao.html

Processo Seletivo 2021

 O que vai cair na prova de residência multiprofissional em saúde mental? Confira!

Conhecimentos gerais:

BRASIL. Ministério da Saúde. Lei 8080, 1990.

BRASIL. Ministério da saúde. Lei 8142, 1990.

>BRASIL. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Núcleo Técnico da Política Nacional de
Humanização. Clínica Ampliada, Equipe de Referência e Projeto Terapêutico Singular. 2.ª edição. Série B.
Textos Básicos de Saúde. Brasília, 2007. p.09-56. Disponível em
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/clinica_ampliada_equipe_referencia_2ed_2_008.pdf.

CAMPOS, Gastão Wagner Sousa & Um método para análise e co-gestão de coletivos–a construção do
sujeito, a produção de valor de uso e a democracia em instituições: o método da roda; São Paulo:
Hucitec (2000).
CAMPOS, GWS; GUTIEREZ, A.C; GUERRERO, AV; CUNHA G.T. Reflexões sobre Atenção Básica e a
estratégia de Saúde da Família. In: In: CAMPOS, GW; GUEREIRO, A.V (orgs). Manual de Boas Práticas de
Atenção Básica – Saúde ampliada e compartilhada. Editora Hucitec. São Paulo: 2008.
GIOVANELLA, Ligia; FRANCO, Cassiano Mendes and ALMEIDA, Patty Fidelis de. Política Nacional de
Atenção Básica: para onde vamos?. Ciênc. Saúde coletiva [online]. 2020, vol.25, n.4.
JUNIOR, Helvécio Miranda Magalhães. "Redes de Atenção à Saúde: rumo à integralidade". Divulgação
em saúde para debate [on-line] 52 (2014): 15-37.
MINAYO, Maria Cecília de Souza. Contribuições da antropologia para pensar e fazer saúde. In: Tratado
de saúde coletiva. 2006. p. 201-230.
PAIM J, Travassos C, Almeida C, Bahia L, Macinko J. O sistema de saúde brasileiro: história, avanços e
desafios. Lancet. 2011; 377(9779):1778–97
ROUQUAYROL, Maria Zélia. Contribuição da epidemiologia. In: Tratado de saúde coletiva. 2006. p. 319-
373.
SOUZA, Luis Eugenio Portela Fernandes de et al. Os desafios atuais da luta pelo direito universal à saúde
no Brasil. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2019, vol.24, n.8. pp.2783-2792


Conhecimentos Específicos:

BLEGER J. O grupo como instituição e o grupo nas instituições. A instituição e as instituições. São Paulo:
Casa do Psicólogo. 1991.
BRASIL. Ministério da Saúde. PORTARIA Nº 3.088, DE 23 DE DEZEMBRO DE
2011.HTTP://BVSMS.SAUDE.GOV.BR/BVS/SAUDELEGIS/GM/2011/PRT3088_23_12_2011_REP. HTML
BRASIL. Ministério da Saúde. PORTARIA Nº 3.588, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2017.
CAMPOS, Rosana Onocko et al . Saúde mental na atenção primária à saúde: estudo avaliativo em uma
grande cidade brasileira. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 16, n. 12, Dec. 2011. Available from
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141381232011001300013&lng=en&
amp;nrm=iso
CAMPOS, Rosana Teresa Onocko et al . Avaliação da rede de centros de atenção psicossocial: entre a
saúde coletiva e a saúde mental. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 43, supl. 1, Aug.2009. Available from
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S003489102009000800004&lng=en&nrm=iso.
DIMENSTEIN, Magda and MACEDO, João Paulo. Formação em Psicologia: requisitos para atuação na
atenção primária e psicossocial. Psicol. cienc. prof. [online]. 2012, vol.32
EMERICH, Bruno Ferrari; Onocko Campos, Rosana (Orgs). Saúdeloucura 10 : tessituras da clínica :
itinerários da reforma psiquiátrica – 1. ed. – São Paulo : Hucitec, 2019.
FREUD, Sigmund O mal-estar na civilização. In: Obras Completas de Sigmund Freud: edição standard
brasileira. Rio de Janeiro: Imago, 2006.
FREUD, Sigmund. "Psicologia das massas e análise do eu" Edição standard brasileira das obras
psicológicas completas de Sigmund Freud 7 (1921).
GOFFMAN, Erwing. As características das instituições totais. In. Goffman, E. (2001). Manicômios, prisões
e conventos. São Paulo: Editora Perspectiva, 2003. p 15-108.
NUNES, Mônica de Oliveira; LIMA JUNIOR, João Mendes de; PORTUGAL, Clarice Moreira and
TORRENTE, Maurice de. Reforma e contrarreforma psiquiátrica: análise de uma crise sociopolítica e
sanitária a nível nacional e regional. Ciênc. Saúde coletiva [online]. 2019, vol.24, n.12
24
ONOCKO CAMPOS, R; Gama, C. Saúde Mental na Atenção Básica. In: Campos, GWS; Guerrero, AVP.In:
CAMPOS, Gastão Wagner de Souza et al. Manual de práticas em atenção básica: saúde ampliada e
compartilhada. 2000.
ONOCKO-CAMPOS, Rosana, Furtado, Juarez Pereira, Trapé, Thiago Lavras, Emerich, Bruno Ferrari, &
Surjus, Luciana Togni de Lima e Silva. (2017). Indicadores para avaliação dos Centros de Atenção
Psicossocial tipo III: resultados de um desenho participativo. Saúde em Debate, 41(spe), 71-83
ONOCKO-CAMPOS, Rosana; EMERICH, Bruno Ferrari; RICCI, Ellen Cristina. Residência Multiprofissional
em Saúde Mental: suporte teórico para o percurso formativo. Interface- Comunicação, Saúde, Educação,
v. 23, p. e170813, 2019.
SOUZA, Tadeu de Paula, CARVALHO, Sérgio Carvalho. Reduzindo danos e ampliando a clínica: desafios
para a garantia do acesso universal e confrontos com a internação compulsória. Polis e Psique , Vol . 2 ,
Número Temático, 2012. Disponível http://seer.ufrgs.br/PolisePsique/article/view/40319


O Psico Educa está com uma área reservada exclusivamente para esse edital, confira. Toda semana novos conteúdos para você estudar. Clique aqui para ver.

04 Questões Sobre Ética Profissional - Ética na Re...

Related Posts

 

Comentários

Nenhum comentário foi feito ainda. Seja o primeiro!
Já possui conta? Faça seu login
Visitante
Quarta, 02 Dezembro 2020
Se você deseja se registrar, preencha os campos usuário, senha e nome.

By accepting you will be accessing a service provided by a third-party external to https://psicoeduca.com.br/