BEM-VINDO
O melhor conteúdo para você

Jogo Baleia Azul: a internet estimula o suicídio?

Jogo Baleia Azul: a internet estimula o suicídio?

Texto retirado do site do Conselho Federal de Psicologia (link final do artigo):

 

" 'O jogo Baleia Azul reflete uma característica perversa da atualidade de construir todas as relações a partir da prática do consumo. Nesse caso, os próprios corpos são oferecidos como peças de um game de vida e morte. Mas não podemos fomentar o pânico social de que desafios induzidos pela internet sejam a principal causa de suicídios entre os jovens brasileiros'. Essa foi a reflexão proposta pelo presidente do Conselho Federal de Psicologia (CFP), Rogério Giannini, em audiência pública, nesta terça-feira (9/5), na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam o Brasil como oitavo país do mundo em suicídios. Em 2012, foram 11,8 mil mortes e o número de tentativas é dez vezes maior, em torno de 120 mil por ano. Segundo Giannini, os fatores que levam um jovem a decidir acabar com a própria vida precisam ser analisados de forma contextualizada. “Vivemos numa sociedade que vende ao jovem a falsa promessa de sucesso garantido desde que estude, empreenda, se esforce. No entanto, essa possibilidade de futuro perfeito, felicidade plena, ausência total de sofrimento não se concretiza, trazendo sensação de fracasso, desesperança.”, afirmou.

Atualmente, o suicídio é a primeira causa de morte entre jovens mulheres de 15 a 19 anos; e a segunda entre os rapazes na mesma idade, segundo dados apresentados por Leila Herédia, do Centro de Valorização da Vida (CVV), que recebe 1 milhão de atendimentos por ano em seus canais de telefone e pela internet. Para ela, uma dificuldade para prevenir e combater o suicídio é o tabu que ainda existe diante do tema. “Conversar é a melhor forma de oferecer ajuda. É preciso desenvolver, desde a infância, a capacidade de falar sobre sentimentos e emoções. Faz parte do crescimento da criança aprender desde cedo a lidar com as frustrações, limites e dificuldades.”

Continuar lendo
  1203 Visualizações
  0 Comments
1203 Visualizações
0 Comments